Agosto 2014

0

Tratando de: Conservadorismo das Pautas Ligadas a Costumes

Posted on quarta-feira, agosto 27, 2014

É chatinho ver na Folha de São Paulo:

" Em sua coluna desta segunda- feira (25), Gregorio Duvivier levantou um tema de grande relevância a respeito dos embates eleitorais brasileiros, a saber, o conservadorismo das pautas ligadas a costumes. A seguir as declarações ou o silêncio covarde da maioria de nossos políticos, tem- se a impressão de habitarmos o século 19. "

Esse comentário sobre o que o Duvivier falou é suficiente para que nos poupemos o trabalho de ler o próprio e fazer as observações a seguir.

Não só estamos realmente atrasados na política - o que acho, na verdade, é que nem estamos tanto, pois da forma como foi colocado faz parecer que alguém evoluiu em algum lugar com o passar do tempo. Será que isso aconteceu? - como estamos muito atrasados em notar e tratar de certas coisas. O que foi dito na Folha de São Paulo já foi tratado muito antes, por Orwell (que só estou tomando como exemplo porque é de meu conhecimento), por exemplo, que eu mesmo li e de certa forma compartilho de algumas de suas opiniões.

O que quero dizer, e vou elaborar um pouco mais isso, é só o seguinte: É só agora que tu vem me falar disso ou o pessoal vem repetindo essas coisas há anos?

O que ele levantou é, realmente, um tema de relevância na política quando está acontecendo. Era um tema de relevância quando Orwell levantou há uns 70 anos.

Mas nada mudou desde então?

As opções devem as seguintes:
* O Reino Unido "evoluiu" antes.
* Nada disso faz sentido e é mera coincidência.
* As coisas nem mudaram na política.
* O pessoal que trabalha com o papel e as letras que vão nele recicla muito ideias e opiniões. Sendo que a ideia pode tranquilamente nem ter sido do Orwell.

As engrenagens que giram na minha cabeça e pesam pra lá e pra cá me fazem ter entre essas opções, muito mais crença nas duas últimas.



OBS: 1) Pra quem, como eu, é meio desconfiado e quer ir atrás, há varios ensaios do Orwell que tratam mais ou menos disso que eu mencionei. Como "Politics and the English Language" (que é fácil de encontrar por aí).
2) Apesar de coisas mais completas serem mais creditáveis e louváveis  etc e tal, dá mais trabalho então venho só falar um pouquinho e ficar com vontade de elaborar mais.