Abril 2014

2

As origens do "Sou Foda"

Posted on sábado, abril 26, 2014

Uma genialidade como aquela não pode ter surgido assim aleatŕoriamente, do nada. O videoclipe do Sou Foda, que suponho que todos os leitores conheçam (PARTE SINCERA: eu não vou colocar aquele vídeo aqui, se não conheces, ótimo. Não vá atrás e não leve a sério todo esse post) certamente deve ter um background cultural por trás. E, de fato, tem. Obviamente as influências do Funk Carioca etc. Mas um detalhe que percebi por esses dias sobre o visual do clipe e a dança também é que ambas essas características foram fortemente influenciadas pelas músicas da época em que suponho que o autor estava nascendo, o Pop/Hiphop dos anos 90:






Note a escrotidão desse clipe hahaha. Percebemos logo nos primeiros segundos, a moça ali vestida de Mortal Kombat com pochete, as palavras que são ditas piscando no fundo e, principalmente, a dança do rapaz que é claramente um precursor e forte influência para o sucesso carioca de 2010.

0

A vida comum de Tom - Uma (pre) Introdução

Posted on terça-feira, abril 08, 2014

Eu brincava com um carrinho amarelo de plástico e eu corria a casa toda com aquele carrinho gritando "Vruum, vruum!!". Na verdade essa é uma das poucas coisas que me lembro. Lembro também de dormir no colo do meu pai, deitado no sofá enquanto eu assistia alguma coisa na TV e ele lia um livro com a capa azul que tinha o mesmo cheiro daquela escrivaninha velha da sala dele. Não lembro o que tinha na sala, eu nunca tive altura suficiente pra enxergar bem as coisas de lá mesmo. Minha mãe me dava uma sensação de carinho e segurança. Mas, bem, eu não vim aqui pra falar de mim, vim aqui pra contar uma outra história, antes que eu esqueça. Porque, não sei se eu já disse, a minha memória não é muito boa e se eu não contar enquanto as coisas acontecem posso nunca me recordar, como faço com meu passado fragmentado.
Meu nome é Thomas Beobachter, mas pode me chamar de Tom.